fbpx

Expedição CARRETERA AUSTRAL E PATAGÔNIA 2006

De 27 de dezembro de 2005 a 18 de janeiro

CARRETERA AUSTRAL E PATAGÔNIA 2006

PATAGÔNIA ARGENTINA e CHILENA

Nesta Expedição cruzamos a Argentina pelo interior, atingindo o litoral do Atlântico na altura da Península Valdez, onde conhecemos os Pingüins, Leões Marinhos, Elefantes Marinhos e muitos pássaros que habitam esta reserva. Depois de parar em Puerto Madryn, atravessamos a Patagônia Argentina na Província de Santa Cruz e conhecemos o canyon do Rio Pinturas com suas intrigantes pinturas rupestres. Percorremos um trecho da patagônia ao longo da cordilheira e entramos no Chile pelo último Paso de fronteira, Paso Robalo, atingindo o extremo sul da Carretera Austral. A partir dali seguimos toda a Carretera Austral, passando pelo Lago General Carrera, Puerto Tranqüilo, Coihaique, Puerto Cisnes, Parque Nacional Queulat e as Termas de Amarillo já em Chaitén. De Chaitén retornamos a Argentina pelo Paso Futaleufú chegando a Equel e El Bolson, ao sul de Bariloche.

Na Carretera Austral vimos as geleiras (glaciares ou “ventisqueros”), os lagos formados pelas águas de degelo e as baias recortadas da costa chilena do Pacífico. Durante a Expedição nos alojamos em campings organizados ou em “cabañas” (chalés). Em alguns locais fizemos caminhadas para conhecer locais de interesse, cujo acesso por veículo não é possível.

Com este trajeto exploramos diversos tipos de eco-sistemas da América do Sul: pampas argentinos, Península Valdez, patagônia, cordilheira sul, glaciares, lagos de degelo, matas, etc.

A Patagonia chilena norte e sul apresentam panoramas completamente diferentes para o viajante independente. A não ser na área em torno de Coihaique, não há estradas pavimentadas na Patagonia norte chilena, o que torna indispensável o uso de veículos altos e de tração nas quatro rodas. A Carretera Austral é um dos lugares virgens mais belos das Américas. Porém não se pode percorre-la em um veículo de luxo: quilômetros e quilômetros em estrada de terra, com facões, desníveis e buracos, destruiriam a maioria dos carros de passageiros. Assim, estes safaris 4 x 4 são a melhor forma de visitar estes bosques primitivos, glaciares, rios, fiordes e imensos lagos de cor azul turquesa.

Na Patagônia e na Carretera Austral temos estradas de ripio, com subidas pouco acentuadas, porém em regiões muito pouco habitadas. No extremo sul do nosso percurso tivemos temperaturas muito baixas, chuva e ventos extremamente fortes. A nossa experiência nesta região demonstra que as recomendações dos guias disponíveis devem ser seguidas. .

Dois veículos de apoio completamente equipados acompanharam esta Expedição em todo o seu percurso. Todo o trajeto já havia sido levantado por nós em outras expedições a estas regiões.

Confira as fotos da Expedição CARRETERA AUSTRAL E PATAGÔNIA 2006

CLIQUE E CONFIRA NOSSAS PRÓXIMAS EXPEDIÇÕES

 

comments powered by Disqus
WhatsApp chat